A preocupao das montadoras em atrair a gerao Y.
14/05/2012
Veja como as marcas esto tendo que se adequar a este pblico.

 

Entender os desejos dos consumidores não é tarefa fácil. Quando falamos de jovens, pior ainda. A geração Y (jovens nascidos entre os anos 80 e 2000), se tornaram o foco da maioria dos players do mercado.  Não somente por ser um nicho interessante para as montadoras, mas por precisarem se reinventar e aprender a lidar com este público (desde a propaganda, até na abordagem no PDV) que passou a ser extremamente crítico e antenado.

 

Os jovens não gostam dos métodos tradicionais de venda realizados pelas montadoras. São pessoas conectadas, imediatistas e que não tem paciência nem tempo de seguir os passos atuais que um vendedor da geração X por exemplo possui. Essa geração não vê o carro como um símbolo de status, mas como uma extensão de suas personalidades.

 

Nos outros paises, a crise econômica afeta grande parte da Europa e EUA, tendo assim o desemprego de muitos jovens como fator principal na queda das vendas de veículos para este público. Outro fator que podemos destacar, é a queda do número de carteiras de habilitação para jovens americanos de 19 anos (que segundo estudo da Universidade de Michigan), retratou que em 1983 eram 87,3%, em 2010, esse número caiu para 69,5%.

 

Já no Brasil, com os esforços do governo federal, o País se encontra em uma situação completamente diferente da retrada no páragrafo anterior. O aumento do número de carteiras assinadas, a facilidade de crédito e a redução de taxas importantes no mercado (como IPI para carros e a SELIC), permitiu um aumento do consumo da população brasileira. E os jovens acompanharam esse crescimento e consomem muito mais hoje do que comparado, por exemplo, com jovens da década de 80.

 

De acordo com este contexto, as montadoras começam a modificar sua forma de se relacionar com este público. Isso é notório quando analisamos as propagandas atuais (normalmente há a utilização de músicas e atores jovens) e a linguagem também ficou mais informal e atual.

 

O grande desafio agora, é adotar estratégias de abordagem para este público, de forma a não assustá-los e ao mesmo tempo provocar a curiosidade e desejo. Em cima dessa premissa, fabricantes estão dividindo este público em alguns sub-grupos, para conseguir se comunicar de forma direta e assertiva.

 

Os perfis são:

 

- Geek: (Jovens viciados em tecnologia e seus carros precisam ser uma extensão desses gadgets. O carro precisa se comunicar com ele, com o auxílio de recursos multi-mídia. Ex: Renault Sandero, Peugeot 308 e Fiat Punto).

 

- Hipster: (Jovem preocupado com o design e estilo. Ele precisa transmitir a personalidade através da modernidade do carro. Ex:  Fiat 500, Mini One e Citroen DS3).

 

- Econômico: (Se preoucpa mais com o preço do que com o desempenho do automóvel. Não se interessa pelo carro da moda e sim em não gastar muito. Ex: Fiat Novo Uno Economy, Nissan March 1.0 e VW Gol 1.0).

 

- Aventureiro: (Jovem que pega estrada todo fim de semana e precisa de espaço pra barraca, bagagem, prancha de surf, etc. Gosta de modelos com adereços "off-road". Ex: Renault Duster Expression, Citroen Aircross e Ford EcoSport).

 

- Verde: (se preocupa com o meio ambiente, mas não abre mão do carro. Porém aceitam pagar um valor maior para modelos que não emitam tantos poluentes na atmosfera. Ex: VW Fox 1.6 Bluemotion, Smart Fortwo MHD, Toyota Prius Hybrid).

 

Por fim, o patrocínio dessas marcas a eventos focados em jovens, é outra estratégia interessante que os fabricantes estão cada vez mais dispostos a realizar, pois esta comunicação rejuvenesce a marca e a aproxima em situações onde o consumidor está se divertindo, feliz, enfim, no momento mais adequado a ser receptivo sem ser invasivo.

 

Exemplos de marcas que já adotam esta atividade em seu mix de marketing, são: CHEVROLET, que patrocina o festival Planeta Terra, que aconteceu em 20 de outubro em São Paulo; A VolksWagen também mostra sua preocupação em relação a esse público e investiu seus esforços na última edição do Rock in Rio, realizando campanhas em todas as mídias  e séries especiais dos modelos Gol e Fox.